Filmes e Séries Karen Meira Resenhas

Resenha | ‘Cadê Você, Bernadette?’ – um drama cômico sobre uma mulher livre

Baseado no best-seller de Maria Semple, “Cadê você, Bernadette?” traz Cate Blanchett como a protagonista frustrada, Bernadette. Seu marido, Elgie (Billy Crudup), passa a maior parte de seu tempo em um projeto de trabalho para a empresa Microsoft. E sua filha, Bee (Emma Nelson) é uma excelente aluna no colégio tentando entrar para um colégio interno e cursar o ensino médio no mesmo. Enquanto isso, Bernadette passa a maior parte de seu dia dentro de sua casa deteriorada em Seattle.

A conexão principal de Bernadette com o mundo exterior é com Manjula, uma assistente pessoal virtual na Índia. Ela tem diversos contratempos ocasionais com sua vizinha extremamente metódica, Audrey (Kristen Wiig). A única pessoa que entende Bernadette é a filha Bee, que também é a única que não a julga. Isso fica explícito quando Bee se mostra mais encantada do que surpresa ao descobrir que sua mãe, agora considerada uma doida, já ganhou uma bolsa de estudos MacArthur Genius Grant como a única mulher em um prestigiado escritório de arquitetura. Bernadette ainda é reverenciada como visionária em seu ramo de trabalho, mas após várias tragédias profissionais e pessoais, ela se recolheu para a relativa segurança de seu lar.

Só que o mesmo não é mais tão seguro. Quando você começa a ir ladeira abaixo, é difícil parar. Então, quando Bee planeja uma viagem em família à Antártica, todos os alarmes na cabeça já sobrecarregada de Bernadette disparam simultaneamente.

Bernadette pode exagerar em pequenos detalhes, mas reconhecemos sua dor. Ela expressa remorso repetidas vezes, mas ninguém pede desculpas a ela. Além disso, será que ela está realmente enlouquecendo? Ou está apenas desgastada por uma vida inteira de micro agressões e insensibilidades, decepções e desgostos?

Uma coisa é certa: não há nada de comum no desempenho de Blanchett. Ela se mostra comprometida em interpretar uma personagem intensa, que embora seja divertida, deixa pouco espaço para realismo. Um problema a ser pontuado é que, na versão de Linklater, sempre sabemos onde está e quem é Bernadette. Portanto, para quem leu a história de Semple, essa pergunta titular e preocupante assume um significado completamente diferente.

Richard Linklater e Cate Blanchett captam em cheio a essência de Bernadette e seu espírito livre e inovador. A personagem é um retrato de uma artista frustrada com sua abstinência de criação e, por isso, depressiva. Embora o roteiro seja simplista e nada inovador para quem já sabe onde Bernadette está, a escrita é cativante e engraçada, muitas vezes arrancando risadas da sala de cinema. A fotografia é, sem dúvidas, algo de surpreender, dada a produção independente do filme.

Em resumo, o longa de Richard Linklater possui um texto bem-acabado, mas demora um pouco a engrenar devido a uma leve monotonia narrativa. Felizmente, a história entra nos eixos, ganhando momentos contemplativos e intensidade na trama, reforçada pela brilhante atuação de Cate Blanchett.

‘Cade Você, Bernadette?’ já está em cartaz nos cinemas do Brasil, confira o trailer:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: