Meleka Blog Awards: O Melhor do cinema em 2018

Por Mell Braga

Nós sabemos quais foram os filmes mais esperados, também quais foram os piores, mas e os melhores do cinema em 2018? Nossa seleção foi muito intensa, mas, nós do Meleka Blog escolhemos o melhor para vocês.

Confira:

20º • 05/04/2018 – Um Lugar Silencioso

“Um Lugar Silencioso”, dirigido por John Krasinski, é um terror promissor no qual te prende e te deixa bem aflito.

O longa explora os sinais. O silêncio te salvaria dessa tortura constante que é fugir de uma criatura que permeia a floresta onde a família está.

A partir dos críticos, nota-se um ralo furo no roteiro, mas, independente disso, o clima de angústia e o nocaute final não irão te decepcionar.

19º • Viva – A Vida é uma festa

A animação trata de um assunto que por muitos olhos poderia soar pesado demais para o público infatil, mas, com seu toque musical, familiar e poético, a trama se concentra não só em uma aventura muito divertida, tanto quanto em grandes momentos de reflexão.

O filme consegue destacar muito bem as cores e tornar a exibição ainda mais agradável, o que faz com que cative tanto o seu público alvo e aqueles que por curiosidade assistem.

18º • Han Solo – Uma História de Star Wars

Sabemos que a verdadeira ideia da Disney e a Lucasfilm ao produzir o filme solo de Han Solo, era trazer ao público fã da franquia uma comédia que pudesse se aventurar dentro do universo de Star Wars.

O filme especificamente se concentra na formação de uma nova família, incluindo Han, Chewbacca, Lando e os coadjuvantes da trama.

Não podemos dizer que o filme trabalhou com um personagem antagônico tão forte quanto os outros filmes, mas que durante a história, sempre foram colocados empecilhos que mostrasse a união do grupo independente de qualquer forma.

Abordar Han Solo antes de todas as trilogias foi importante e também uma forma diferente de entendermos como o personagem foi incluso ao grupo.

Talvez não tenha agradado tanto ao público, justamente pela forma como foi tratado e a descontração do longa. Mas não se pode negar, o filme é bom e exótico.

17º • Animais Fantásticos e os crimes de Grindelwald

“Animais Fantásticos e os crimes de Grindelwald” é só o segundo capítulo de mais três que estão por vir do grande universo que Rowling criou.

O filme trabalha com um cenário mais sombrio e complexo, seu elo com Potter e tudo que o bruxinho viverá anos depois, em nenhum momento é cortado, pelo contrário, grandes referências são expostas no filme e dessa forma, o público se prende ainda mais a trama.

Novos arcos são introduzidos tornando o longa ainda mais interessante. Todas as criaturas são surpreendetes e além disso, o jogo de câmera, os grandes cenários e todo vestuário consegue nos unir ainda mais a história.

16º • Infiltrado no Klan

O filme se destaca como um dos melhores do ano simplesmente por tratar do racismo não só na sociedade, mas também na polícia e com discursos adversos.

Com um enredo completamente descontraído, e os anos 70 sendo muito bem abordado,  “Infiltrado no Klan” trabalha com nomes progressistas e principalmente tira do foco a parte em que o herói é vangloriado e o “vilão” ridicularizado.

O longa busca atacar ideias e não pessoas racistas, dessa forma, sua posição política ganha mais ênfase e de uma maneira dinâmica e satisfatória, questões mais complexas são colocadas à mesa .

Pecar em momentos em que a trama já está toda explícita e mesmo assim tentar reforçar fez parte da conclusão da comédia, mas, isso não deixa o filme cair em falação.

15º • Bumblebee

Não, não dá pra levar a sério “Bumblebee”, e se você acha que isso é ruim, ah meu caro, você está errado.

O filme consegue ser leve, divertido, direto e principalmente engraçado. Não precisamos nos preocupar em entender as mitologias confusas, onde o nazismo, os dinossauros e tudo aquilo que nos faz perder a coerência entram.

O enredo é acompanhado de uma bela trilha sonora, situações cômicas e trabalha com uma aventura muito divertida. Ah, e sim, tem seus momentos dramáticos e a ação não fica de lado, tem batalha, tem transformação de robô em carro e principalmente uma fotografia incrível.

14º • Três anúncios para um crime

Podemos começar só pelo título, ne? A trama é pesada e não poupa surpresas. Mesmo com todo o clima tenso que o longa carrega, os momentos de humor negro revelam que a história é tao boa quanto qiestionadora.

Seus personagens são ricos e não focam em mocinhos ou vilões, cada um tem sua posição e assim caminha todo o filme. Todos eles passam por uma construção psicológica, isso só faz com que o público queira saber ainda mais sobre cada um.

Um cenário de vingança, hopocrisia e até mesmo de generosidade, se encaixa dentro de um faroeste contemporâneo.

13º • The Post – A Guerra Secreta

Interessante ver um filme que não trata só da imprensa ao público, mas sim de toda a pressão e bastidores de como é ser um jornalista.

Quando falamos de ética, dependendo do ponto que focamos, isso mostra que nem toda santidade vinda da mídia de fato existe, e o filme busca mostrar a espionagem na concorrência, fazendo com que o público se surpreenda com diálogos geniais.

Os dois protagonistas trabalham muito bem juntos, destacando sintonia e um enredo bem profundo. Mesmo parte de um tema em comum, os personagens conseguem se encontrar em dois clímax diferentes.

O filme consegue trazer a importância da era Trump e toda a complexidade que tem em ser jornalista.

12º • Megatubarão

Nada que fuja do comum, “Megatubarão” é um filme angustiante e prende sim a atenção do telespectador. Podemos definir o longa como surpreendente.

Levando em consideração todo o jogo de câmeras e cores, além dos efeitos e o que cada personagem vive.

11° • A Forma da água

“A Forma da Água” demonstra um escapismo cinematográfico. Nem toda obra é compreendida da forma que deve, mas o longa consegue trabalhar com mil maneiras de encantamento e fazer com que o espectador se prenda a trama.

A protagonista traz suavidade à interpretação, tornando todo o filme satisfatório e diferente – como algo bom.

O mix de cores frias e toda delicadeza da paixão entre uma faxineira muda e uma criatura capturada, torna o filme suave e surpreendente.

10º • Os Incriveis 2

Sem perder seu enredo divertido e cheio de aventuras, os heróis da família “Pera” nos prende e ainda faz com que o espectador entre na aventura.

O caçula que agora tem poderes, torna as situações ainda mais cômicas e atrapalhadas para o Sr. Incrível.

Um filme muito esperado por quem acampanhou o último longa da Pixar, “Os Incríveis 2” veio para nos deixar ainda mais animados e nostálgicos.

9º • Deadpool 2

Não seria Deadpool se não citássemos as piadas e a trama descontraída. De uma forma direta e bem objetiva, o filme traz o antiheroi ainda mais atrevido e dessa vez em nova companhia.

Cheio de graça, Deadpool consegue conduzir bem a história e por mais incrível que pareça, ele emociona  e segura bem o público.

8º  • Oito mulheres e um segredo

Empoderamento feminino a gente ama e exalta quando possível.

“Oito Mulheres e um segredo” consegue chamar atenção por suas belíssimas protagonistas e cada toque de delicadeza que dão ao crime.

Um visual deslumbrante e cheio de encantamentos faz com que as mulheres que comandam o assalto se detaquem ainda mais.

7º • Pantera Negra

“Pantera Negra” já consegue sua boa posição simplesmente pelo visual. Wakanda é a verdadeira protaginista do longa, e por fazer parte do universo cinematógrafico da Marvel se sobressai ainda mais.

Melhor do que todo o enredo voltado à terra do rei T’Challa, é o poder que as mulheres tem e a posição que tomam.

A fotografia do longa é muito atraente, ao mesmo tempo que toda tecnologia exposta chama a atenção do telespectador.

6º • Aquaman

A DC com certeza ganhou sua ênfase neste filme. Trabalhando com cores e dando mais foco aos belíssimos uniformes, James Wan ao tratar de Aquaman se destacou ao tirar o aspecto sombrio que todos os filmes da franquia carrega.

O filme solo do rei do rei de Atlantida conseguiu nos surpreender  não só com sia fotografia, mas todo o jogo de imagens e principalmente a gravação contínua das cenas de luta. É realmente algo lindo de se ver.

Não é uma trama difícil de entender e dessa forma, é possível captar a posição de cada personagem, isso sem contar com todo o enredo descontraído.

5º • Jogador Nº 1

“Jogador N°1” foi uma das grandes surpresas de 2018. Desde a primeira cena, as referências são expostas na nossa cara, isso sem contar com toda imersão que o filme carrega.

A trama nos apresenta dois universos distintos e mesmo assim, ao assistir o longa, você literalmente se sente parte da aventura que nos traz tensão,   descontração e altas risadas.

Um filme suave, mas que tem em mente atrair um grande público, isso por conta de todos os easter eggs que ele leva às telonas.

As cores e os efeitos visuais ganham grande destaque.

4º • As Viúvas

Se você acha que esse é o tipo de filme que trabalha como crime de uma forma comum, você está emganado.

O diretor consegue conduzir a trama de forma misteriosa e instigante. Os vários arcos protagonizados por cada uma das mulheres em destaque no filme, faz com que o público entenda o que cada personagem passou e o que levou o enredo tomar tal rumo.

Com o final surpreendete e até surpreendete, o longa nos prende do início ao fim e faz sentir cada cena.

3º • Vingadores – Guerra Infinita


“Vingadores – Guerra Infinita” fez jus aos 10 anos de Marvel e ao que todos nós esperamos.

O que faz ainda mais nos segurar em frente as telas é todo enredo que os vários arcos do filme carrega. Tanto no espaço  quanto na Terra, os vingadores levam a história para momentos surpreendetes e de muitas formas emocionante.

O longa só nos deixa ainda mais ansioso para sequência e cheio de questões.

2º • Nasce Uma Estrela

Ah, que história meu amigos, que história. Cheio de amor e encantamento, “Nasce uma estrela” já começa nos emocionando.


Bradley Cooper e Lady Gaga consegue envolver o público de forma que os faça sentir amor, raiva e tudo o que o casal protagonista passa.

Sua trilha sonora e o jeito como  compõe a trama é impressionante. Do início ao fim, você se prende a cada personagem.

1º • Bohemian Rhapsody

Nossa medalha de ouro não iria para outro filme, se não “Bohemian Rhapsody”.

Para aqueles que são fã de Queen e acompanhou a banda durante sua jornada, é como se estivessem vivendo e revivendo cada momento junto a banda.

Rami Malek, Joseph Mazzelo, Gwyn Lee e Ben Hardy conseguem compor os personagens da banda de forma limpa e surpreendente. Toda semelhança, cada movimento, vestimenta e momentos são tão intensos quanto os verdeiros integrantes.

O filme de fato lida com os sentimentos do espectador e sem dó. É lindo, é nostálgico, é impactante.


Esse foi o Meleka Blog Awards. Cada seleção foi feita a partirde grandes avaliações e nossa humilde opinião.

De forma descontraída, tentamos fazer uma retrospectiva de 2018 que nos representasse e ao nosso público também.

E vocês, o que acharam? Conta pra gente, qual desses foi seu filme preferido?


O Meleka Blog te deseja um feliz ano novo e um 2019 cheio de muita música e maratonas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s